quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Feliz Natal e ótimo Ano Novo!

A Coordenação do Cineclube Curta Doze e Meia deseja a todo o público amigo e parceiro um Feliz Natal e ótimo Ano Novo! Que 2011 seja repleto de saúde e sessões cineclubistas para tod@s!

Nós somos o público!

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Última sessão do ano no Curta Doze e Meia


Na próxima quinta-feira (16) o Cineclube Curta Doze e Meia encerra suas atividades de 2010 com três vídeos baseados nas obras dos escritores pernambucanos Osman Lins e Raimundo Carrero. Na programação estão os curtas “A Partida”, “A minha alma é irmã de Deus” e “Ossos do Ofício”. Após a sessão haverá um bate papo descontraído com Luci Alcântara e outros convidados. A exibição começa às 12h30 no auditório do Centro Cultural Correios – CCC Recife, com entrada gratuita.

O Cineclube Curta Doze e Meia é uma realização do Centro Cultural Correios – CCC Recife através da iniciativa de cineclubistas de Pernambuco - que já desenvolvem atividades com exibição de filmes em diferentes regiões do Estado – com o apoio do Coletivo NegoBom e do Ministério da Cultura Representação Regional Nordeste. A partir de janeiro de 2011 o cineclube irá funcionar quinzenalmente e as datas serão divulgadas em breve.


ASSISTA A NOSSA VINHETA: http://www.youtube.com/watch?v=ZMPGLUpw_Rg


CONECTE-SE:

Twitter:
http://twitter.com/curtadozemeia
Facebook:
http://www.facebook.com/pages/Cineclube-Curta-Doze-e-Meia/174917149187309
Perfil no Orkut:
Cineclube Curta Doze e Meia
YouTube:
http://www.youtube.com/user/curtadozemeia


Vídeos a serem exibidos:

A Partida

Direção: Sandra Ribeiro
Fic, 19min, 2003

Um velho ilhado na cidade grande vê o mundo da janela de seu apartamento. Viajando na lembrança, volta ao interior de Pernambuco quando, ainda jovem, sonhava em partir. Para isso, era preciso romper com a avó, sua raiz nesse fim de mundo. Adaptação de um conto de Osman Lins.

A minha alma é irmã de Deus 
Direção: Luci Alcântara
Fic, 18min, 2009

Camila é uma jovem solitária que deseja ser santa para desfilar no exército das onze mil virgens do Paraíso. Numa tarde em Recife, conhece o pastor-músico Leonardo, fundador da seita “Os soldados da Pátria por Cristo”, que resolve seqüestrá-la e pegar dinheiro do pai da moça, que por sua vez, não se importa com o paradeiro da filha. Abandonada por seu mentor, ela vê sua vida naufragar em meio à solidão, o desapego material e a loucura.

Ossos do Ofício
Direção: Camila Rocha, Luciano Branco, Ricardo Arruda, Thiago de Albuquerque e Yure Serbedja
Fic, 12min, 2010

Ismael, marceneiro desempregado e pai de dois filhos, que sobrevive catando lixo para amenizar a situação de miséria em que vive junto a sua família. A realidade se complica ainda mais, quando ele se vê só, abandonado por sua esposa, que fugira deixando-lhe as crianças. Profissional habilidoso, porém frustrado, arranca as portas do barraco onde mora e constrói ataúdes para sepultar vidas e a esperança esquecida naquele lugar. Baseado no conto “O Artesão I” do escritor Raimundo Carrero.



Serviço:

Cineclube Curta Doze e Meia

Dia 16 de dezembro de 2010, às 12h30
ENTRADA GRATUITA

Auditório do Centro Cultural Correios Recife
Av. Marquês de Olinda, 262 – Bairro do Recife

Informações: (81) 9223-2182 (Ruth Pinho) / (81) 9950-0166 (Amanda Ramos)
curtadozemeia@gmail.com
http://curtadozemeia.blogspot.com/

sábado, 11 de dezembro de 2010

Questionário de Mapeamento e Sondagem de Público



Proporcionar lazer com conteúdo e qualidade aos trabalhadores e estudantes que estão em horário de descanso e realizar uma maior interação Centro Cultural / Comunidade são alguns dos objetivos do Cineclube Curta Doze e Meia, que iniciou suas atividades em julho de 2010. As sessões são gratuitas e acontecem todas as quintas-feiras, às 12h30, no Auditório do Centro Cultural Correios Recife.

Buscando conhecer ainda mais o seu público, o Curta Doze e Meia propõe o questionário disponibilizado neste link: https://spreadsheets.google.com/viewform?formkey=dEVjOTVWc3ZtUURTcTJUTDBNRFlYdFE6MQ . São dezesseis perguntas simples e objetivas. Após finalizar o preenchimento, clique na caixa "Enviar" que se encontra ao final do documento.

O Cineclube Curta Doze e Meia agradece sua participação!

Atenciosamente,




Amanda Ramos e Ruth Pinho
Coordenação Cineclube Curta Doze e Meia
http://curtadozemeia.blogspot.com
http://twitter.com/curtadozemeia
http://www.facebook.com/pages/Cineclube-Curta-Doze-e-Meia/174917149187309
http://www.youtube.com/user/curtadozemeia

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Escritores pernambucanos em destaque no Curta Doze e Meia

Nesta quinta-feira (09) o Cineclube Curta Doze e Meia dá continuidade a temática “A Letra, o Artista e o Movimento” e exibe na tela a nova e velha geração de escritores pernambucanos. Na programação estão os vídeos "Soneto do desmantelo blue", "O Caso da Menina", "Pelo caminho mais curto" e "Corpo Urb". Após a sessão haverá um bate papo descontraído com Artur Rogério, Mariane Bigio e Tuca Siqueira. As exibições do Curta Doze e Meia ocorrerão nas primeiras quintas-feiras do mês, no auditório do Centro Cultural Correios – CCC Recife, sempre às 12h30 e entrada gratuita.

O Cineclube Curta Doze e Meia é uma realização do Centro Cultural Correios – CCC Recife através da iniciativa de cineclubistas de Pernambuco - que já desenvolvem atividades com exibição de filmes em diferentes regiões do Estado – com o apoio do Coletivo NegoBom e do Ministério da Cultura Representação Regional Nordeste.


ASSISTA A NOSSA VINHETA: http://www.youtube.com/watch?v=ZMPGLUpw_Rg


CONECTE-SE:
Twitter: http://twitter.com/curtadozemeia
Facebook: http://www.facebook.com/pages/Cineclube-Curta-Doze-e-Meia/174917149187309
Perfil no Orkut: Cineclube Curta Doze e Meia
YouTube: http://www.youtube.com/user/curtadozemeia


Vídeos a serem exibidos:

Soneto do desmantelo blue

Direção: Cláudio Assis
Fic, 09min, 1993

Fragmentos da vida e obra do poeta pernambucano Carlos Pena Filho.

O Caso da Menina
Direção: Tuca Siqueira
Fic, 13min, 2008
Perdido entre nomes e arquivos, Samuel resume a sua vida em pastas empilhadas, bilhetes escritos e dias sempre iguais. Vivendo em seu próprio mundo, ele é surpreendido por uma garota que lhe oferece um bebê. "O Caso da Menina" é baseado no conto do escritor pernambucano Marcelino Freire.

Pelo caminho mais curto
Direção: Artur Rogério
Doc, 30 min, 2009

Bate papo entre o grupo literário Urros Masculinos e o escritor Gilvan Lemos.

Corpo Urb
Direção: Mariane Bigio
Fic, 11 min, 2009

Fusão do poema de mesmo título com uma linguagem audiovisual experimental: os conflitos interiores de uma mulher angustiada frente a sua "urbe" caotizada. Por fim ela percebe que aquilo que a sufoca é o mesmo que a alimenta.



Serviço:

Cineclube Curta Doze e Meia

Dias 02, 09 e 16 de dezembro de 2010
Todas as quintas-feiras do mês, às 12h30
ENTRADA GRATUITA

Auditório do Centro Cultural Correios Recife
Av. Marquês de Olinda, 262 – Bairro do Recife

Informações: (81) 9223-2182 (Ruth Pinho) / (81) 9950-0166 (Amanda Ramos)
curtadozemeia@gmail.com
http://curtadozemeia.blogspot.com/

domingo, 28 de novembro de 2010

Mês da literatura no Curta Doze e Meia

No próximo final de semana o bairro do Recife será invadido pela FreePorto, uma festa literária irreverente que movimenta escritores de todo o Brasil em prol da literatura visceral. Seguindo este movimento, o Cineclube Curta Doze e Meia inicia nesta quinta-feira (02) a temática “A Letra, o Artista e o Movimento”, onde serão exibidos curtas-metragens que apresentam o universo literário de várias regiões do país.

Na programação estão os vídeos Portinholas (ES), Inventário de rapina (SP), Recife de dentro pra fora (PE) e Clandestina felicidade (PE). Após a sessão haverá um bate papo descontraído com a cineasta Kátia Mesel. As exibições do Curta Doze e Meia ocorrerão nas primeiras quintas-feiras do mês, no auditório do Centro Cultural Correios – CCC Recife, sempre às 12h30 e entrada gratuita.

O Cineclube Curta Doze e Meia é uma realização do Centro Cultural Correios – CCC Recife através da iniciativa de cineclubistas de Pernambuco - que já desenvolvem atividades com exibição de filmes em diferentes regiões do Estado – com o apoio do Coletivo NegoBom e do Ministério da Cultura Representação Regional Nordeste.


CONECTE-SE:  

Twitter: http://twitter.com/curtadozemeia
Facebook: http://www.facebook.com/pages/Cineclube-Curta-Doze-e-Meia/174917149187309
Perfil no Orkut: Cineclube Curta Doze e Meia
YouTube: http://www.youtube.com/user/curtadozemeia


Vídeos a serem exibidos:

Portinholas
(ES)
Direção: 150 alunos da rede municipal de ensino de fundamental de Vitória – ES
Ani, 07min, 2003

Maria Luiza, uma adolescente de 14 anos, descobre no livre "Portinholas" e nos quadros de Portinari o encantamento da vida e do mundo da arte.

Inventário de rapina (SP)
Direção: Aloysio Raulino
Fic, 27min, 1986

Utilizando texto, relato e música do poeta Cláudio Willer, o filme registra impressões do Brasil dos anos 1980, podendo ser definido como um drama intimista patriótico.

Recife de dentro pra fora (PE)
Direção: Kátia Mesel
Doc, 15min, 1997

Documentário poético sobre o rio Capibaribe, inspirado no poema “Cão sem Plumas” de João Cabral de Mello Neto. Mostra os diversos aspectos do rio, do mar, da natureza e da cidade com sua miséria, seus pescadores e sua esperança.

Clandestina felicidade (PE)
Direção: Beto Normal e Marcelo Gomes
Fic, 15min, 1998

A infância da escritora Clarice Lispector: seu amor pelos animais e sua paixão pelos livros. O filme reúne alguns contos/crônicas de quando criança na cidade do Recife (nordeste do Brasil) na década de 20. Olhar curioso, perplexo, e descoberta do mundo na menina Clarice.


Serviço:

Cineclube Curta Doze e Meia

Dias 02, 09 e 16 de dezembro de 2010
Todas as quintas-feiras do mês, às 12h30
ENTRADA GRATUITA

Auditório do Centro Cultural Correios Recife
Av. Marquês de Olinda, 262 – Bairro do Recife

Informações: (81) 9223-2182 (Ruth Pinho) / (81) 9950-0166 (Amanda Ramos)
curtadozemeia@gmail.com
http://curtadozemeia.blogspot.com/

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Original Olinda Style & Cia no Curta Doze e Meia

Nesta quinta-feira (25) o Cineclube Curta Doze e Meia encerra a temática "Videoclipando" com a exibição de nove clipes de bandas pernambucanas do cenário que se convencionou chamar Original Olinda Style. Mas nem só do pessoal da cidade alta é composta a programação, que também traz vídeos de Erasto Vasconcelos, Casas Populares da BR 232, Chico Science & Nação Zumbi e Mestre Ambrósio. Após a sessão haverá um bate papo descontraído com o jornalista Julio Cavani e outros convidados. As exibições do Curta Doze e Meia ocorrem todas as quintas-feiras no auditório do Centro Cultural Correios – CCC Recife, sempre às 12h30 e entrada gratuita.

O Cineclube Curta Doze e Meia é uma realização do Centro Cultural Correios – CCC Recife através da iniciativa de cineclubistas de Pernambuco - que já desenvolvem atividades com exibição de filmes em diferentes regiões do Estado – com o apoio do Coletivo NegoBom e do Ministério da Cultura Representação Regional Nordeste.


ASSISTA A NOSSA VINHETA: http://www.youtube.com/watch?v=PCSCS4w1ZKE&


Videoclipes a serem exibidos:

Buraco de bala

Artista: Eddie
Direção: Nilton Pereira

Pode me Chamar
Artista: Eddie
Direção: Alexandre Jordão

Ladeira
Artista: Orquestra Contemporânea de Olinda
Direção: Marcelo Pichito

Sangue de Bairro
Artista: Chico Science & Nação Zumbi


Capiba disse que é prá já
Artista: Erasto Vasconcelos
Direção: Pedro Severien

Maranguape
Artista: Erasto Vasconcelos
Direção: Nilton Pereira

O Samba Chegou
Artista: Bonsucesso Samba Clube
Direção: Cezar Maia, Leo Crivellare e Marcelo Barreto

Pé na Estrada
Artista: Casas Populares da Br 232
Direção: Anabelle Silva e Natália Lopes

Se Zé Limeira sambasse maracatu
Artista: Mestre Ambrósio
Direção: Dolores y Morales



Serviço:

Cineclube Curta Doze e Meia

Dias 05, 11, 18 e 25 de novembro de 2010
Todas as quintas-feiras do mês, às 12h30
ENTRADA GRATUITA

Auditório do Centro Cultural Correios Recife
Av. Marquês de Olinda, 262 – Bairro do Recife

Informações: (81) 9223-2182 (Ruth Pinho) / (81) 9950-0166 (Amanda Ramos)
curtadozemeia@gmail.com
http://curtadozemeia.blogspot.com/

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Diversidade sonora e estética no Curta Doze e Meia


Próxima quinta-feira (18) o Cineclube Curta Doze e Meia dá continuidade a temática de novembro exibindo videoclipes dos mais diversos artistas pernambucanos que atuaram na década de 90 e/ou na atualidade. Nesta segunda sessão com o tema Videoclipando a programação será composta por dezesseis curtas. Após a exibição haverá um bate papo descontraído com a presença de diretores e músicos. As atividades do Curta Doze e Meia ocorrem todas as quintas-feiras no auditório do Centro Cultural Correios – CCC Recife, sempre às 12h30 e entrada gratuita.

O Cineclube Curta Doze e Meia é uma realização do Centro Cultural Correios – CCC Recife através da iniciativa de cineclubistas de Pernambuco - que já desenvolvem atividades com exibição de filmes em diferentes regiões do Estado – com o apoio do Coletivo NegoBom e do Ministério da Cultura Representação Regional Nordeste.


ASSISTA A NOSSA VINHETA: http://www.youtube.com/watch?v=PCSCS4w1ZKE&


Videoclipes a serem exibidos:

Propóstata

Artista: Textículos de Mary
Direção: Marcelo Pinheiro

Sapatos Coloridos
Artista: Profiterolis
Direção: Chico Lacerda

Salto Alto
Artista: Júlia Says
Direção: Igor de Lyra

Os dois lados da ponte do Pina
Artista: The Playboys
Direção: Filipe Novais

Paulo André não me ouve
Artista: The Playboys
Direção: Danielle Valentim

Poeta Chinfroso
Artista: The Playboys
Direção: ZGR

Formato Cereja
Artista: Plástico Lunar
Direção: Pedro Severien

Me Chama de Sereia
Artista: Tanga de Sereia
Direção: Alice Gouveia

O Homem do Gás
Artista: Tanga de Sereia 
Direção: Petrônio Lorena

Cada qualidade de homem
Artista: Tanga de Sereia
Direção: Tuca Siqueira

Automaníacos
Direção: Media Sana

Som do Maracatu
Artista: Etnia
Direção: Pedro Severien

A Sorte
Artista: Volver
Direção: Léo D.

Alright
Artista: The River Raid
Direção: Pedro Severien

Outra Vez o Amor
Artista: Ciel Santos
Direção: Marlom Meireles

B.B.B.
Artista: ZGR
Direção: ZGR



Serviço:

Cineclube Curta Doze e Meia

Dias 05, 11, 18 e 25 de novembro de 2010
Todas as quintas-feiras do mês, às 12h30
ENTRADA GRATUITA

Auditório do Centro Cultural Correios Recife
Av. Marquês de Olinda, 262 – Bairro do Recife

Informações: (81) 9223-2182 (Ruth Pinho) / (81) 9950-0166 (Amanda Ramos)
curtadozemeia@gmail.com
http://curtadozemeia.blogspot.com/

domingo, 14 de novembro de 2010

Vinheta do mês de Novembro


Edição: Tuka Maia  
As programações do Cineclube Curta Doze e Meia são realizadas a partir de temáticas mensais. Neste mês de novembro o tema é "Videoclipando", e nas sessões o público terá acesso aos principais videoclipes produzidos em Pernambuco. As sessões são gratuitas e acontecem todas as quintas-feiras, às 12h30, no Auditório do Centro Cultural Correios Recife.

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Música, cinema e manguebeat no Curta Doze e Meia

Na próxima quinta-feira (11) o Cineclube Curta Doze e Meia inicia a temática de novembro no clima do manguebeat. Clipes dos principais representantes do movimento pernambucano, bem como dos artistas que tiveram destaque na época serão exibidos na primeira sessão com o tema Videoclipando, que será composta por treze curtas. Após a exibição haverá um bate papo descontraído com o público presente. As atividades do Curta Doze e Meia ocorrem todas as quintas-feiras no auditório do Centro Cultural Correios – CCC Recife, sempre às 12h30 e entrada gratuita.

O Cineclube Curta Doze e Meia é uma realização do Centro Cultural Correios – CCC Recife através da iniciativa de cineclubistas de Pernambuco - que já desenvolvem atividades com exibição de filmes em diferentes regiões do Estado – com o apoio do Coletivo NegoBom e do Ministério da Cultura Representação Regional Nordeste.


Videoclipes a serem exibidos:

A cidade

Artista: Chico Science & Nação Zumbi
Direção: Nilton Pereira e Didier Bertrand

Expresso da Elétrica Avenida
Artista: Nação Zumbi
Direção: Victor Jucá

A bola do jogo
Artista: Mundo Livre S/A
Direção: Kleber Mendonça Filho

Carnaval inesquecível na cidade alta
Artista: Mundo Livre S/A
Direção: Pedro Severien

Laura Bush tem um senhor problema
Artista: Mundo Livre S/A
Direção: Pedro Severien

Musa da Ilha Grande
Artista: Mundo Livre S/A
Direção: Adelina Pontual

O outro mundo de Xicão Xucuru
Artista: Mundo Livre S/A
Direção: Nilton Pereira

Distraída pra Morte
Artista: Otto
Direção: Lírio Ferreira

Coqueiros
Artista: Mestre Ambrósio
Direção: Lírio Ferreira

Sentado na beira do rio
Artista: Dj Dolores
Direção: Daniel Castelo Branco e Arthur Canavarro

O herói
Artista: Devotos
Direção: Nilton Pereira

Punk rock, hardcore
Artista: Devotos
Direção: Cláudio Assis

Repente Envenenado
Artista: Sheik Tosado
Direção: Lírio Ferreira


Serviço:

Cineclube Curta Doze e Meia

Dias 05, 11, 18 e 25 de novembro de 2010
Todas as quintas-feiras do mês, às 12h30
ENTRADA GRATUITA

Auditório do Centro Cultural Correios Recife
Av. Marquês de Olinda, 262 – Bairro do Recife

Informações: (81) 9223-2182 (Ruth Pinho) / (81) 9950-0166 (Amanda Ramos)
curtadozemeia@gmail.com
http://curtadozemeia.blogspot.com/

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Sessão do Curta Doze e Meia homenageia o produtor Germaninho


Excepcionalmente nesta quinta-feira (04) não haverá sessão ordinária do Cineclube Curta Doze e Meia. A exibição desta semana acontecerá no dia seguinte, sexta-feira, homenageando o produtor Germano Coelho Filho, que faleceu recentemente deixando o cinema pernambucano de luto. Na sessão extraordinária o público recifense poderá assistir ao longa-metragem “Deserto Feliz”, de Paulo Caldas, a partir das 20h, no auditório do Centro Cultural Correios – CCC Recife.

Neste dia o Curta Doze e Meia integra a programação do “Zeppelin – Movimento Cultural do Bairro do Recife”, que acontecerá entre os dias 05 e 07 de novembro, com apresentações musicais, debates, oficinas, palestras e mostras, tudo com o objetivo de convidar e incentivar a presença do grande público no bairro. Para saber mais sobre o movimento acesse o blog http://zeppelinrecife.wordpress.com/.

A partir do dia 11 o cineclube volta ao horário normal com a programação de novembro. Com o tema “Videoclipando” as sessões serão compostas pelos principais videoclipes produzidos em Pernambuco desde a década de 90 até o presente momento. O Curta Doze e Meia é uma realização do Centro Cultural Correios – CCC Recife através da iniciativa de cineclubistas de Pernambuco - que já desenvolvem atividades com exibição de filmes em diferentes regiões do Estado – com o apoio do Coletivo NegoBom e do Ministério da Cultura Representação Regional Nordeste.


Deserto Feliz: Jéssica é uma jovem de 14 anos que mora na cidade Deserto Feliz, no sertão nordestino. Após ser violentada pelo padrasto, ela foge para Recife onde acaba caindo nas armadilhas do turismo sexual. Nesse mundo, ela conhece Mark, um turista alemão por quem se apaixona e conhece o afeto pela primeira vez. Ao lado de Mark, ela encontra a força de sua cultura e o poder do amor, depois tanto tempo sozinha e angustiada.


Serviço:

Cineclube Curta Doze e Meia

Dia 04 de novembro de 2010
Sexta-feira, às 20h
ENTRADA GRATUITA

Auditório do Centro Cultural Correios Recife
Av. Marquês de Olinda, 262 – Bairro do Recife

Informações: (81) 9223-2182 (Ruth Pinho) / (81) 9950-0166 (Amanda Ramos)
curtadozemeia@gmail.com
http://curtadozemeia.blogspot.com/

domingo, 24 de outubro de 2010

Bandidagem luminosa encerra a temática marginal no Curta Doze e Meia

Encerrando a programação deste mês de outubro com o tema “Marginal – Experimentando a memória”, o Cineclube Curta Doze e Meia exibe nesta quinta-feira (28) o longa-metragem nacional “O Bandido da Luz Vermelha”, de Rogério Sganzerla. Após a sessão haverá um bate papo descontraído com o público presente. As exibições do Curta Doze e Meia ocorrem todas as quintas-feiras no auditório do Centro Cultural Correios – CCC Recife, sempre às 12h30 e entrada gratuita.

O Cineclube Curta Doze e Meia é uma realização do Centro Cultural Correios – CCC Recife através da iniciativa de cineclubistas de Pernambuco - que já desenvolvem atividades com exibição de filmes em diferentes regiões do Estado – com o apoio do Coletivo NegoBom e do Ministério da Cultura Representação Regional Nordeste.


O Bandido da Luz Vermelha: Um assaltante misterioso usa técnicas extravagantes para roubar casas luxuosas de São Paulo. Apelidado pela imprensa de "O Bandido da Luz Vermelha", traz sempre uma lanterna vermelha e conversa longamente com suas vítimas.

Nossa vinheta: http://www.youtube.com/watch?v=rzPp9yyIbm0

Confira como foi a programação do mês: http://curtadozemeia.blogspot.com/


Serviço:

Cineclube Curta Doze e Meia

Dias 07, 14, 21 e 28 de outubro de 2010
Todas as quintas-feiras do mês, às 12h30
ENTRADA GRATUITA

Auditório do Centro Cultural Correios Recife
Av. Marquês de Olinda, 262 – Bairro do Recife

Informações: (81) 9223-2182 (Ruth Pinho) / (81) 9950-0166 (Amanda Ramos)
curtadozemeia@gmail.com
http://curtadozemeia.blogspot.com/

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Aventuras anárquicas no Curta Doze e Meia

Dando continuidade a programação de outubro que tem como tema “Marginal – Experimentando a memória”, na próxima quinta-feira (21) o Cineclube Curta Doze e Meia exibirá um dos principais filmes marginais do cinema brasileiro, o longa-metragem baiano Meteorango Kid – O Herói Intergalático. Após a sessão haverá um bate papo descontraído com o público presente. As exibições do Curta Doze e Meia ocorrem todas as quintas-feiras no auditório do Centro Cultural Correios – CCC Recife, sempre às 12h30 e entrada gratuita.

O Cineclube Curta Doze e Meia é uma realização do Centro Cultural Correios – CCC Recife através da iniciativa de cineclubistas de Pernambuco - que já desenvolvem atividades com exibição de filmes em diferentes regiões do Estado – com o apoio do Coletivo NegoBom e do Ministério da Cultura Representação Regional Nordeste.


Meteorango Kid: O filme narra, de maneira anárquica e irreverente, as aventuras de Lula, um estudante universitário, no dia do seu aniversário. De forma absolutamente despojada, mostra, sem rodeios, o perfil de um jovem desesperado, representante de uma geração oprimida pela ditadura militar e pela moral retrógrada de uma sociedade passiva e hipócrita. O anti-herói intergaláctico atravessa este labirinto cotidiano através das suas fantasias e delírios libertários, deixando atrás de si um rastro de inconformismo e um convite à rebelião em todos os níveis.

Nossa vinheta: http://www.youtube.com/watch?v=rzPp9yyIbm0

Confira a programação completa: http://curtadozemeia.blogspot.com/


Serviço:

Cineclube Curta Doze e Meia

Dias 07, 14, 21 e 28 de outubro de 2010
Todas as quintas-feiras do mês, às 12h30
ENTRADA GRATUITA

Auditório do Centro Cultural Correios Recife
Av. Marquês de Olinda, 262 – Bairro do Recife

Informações: (81) 9223-2182 (Ruth Pinho) / (81) 9950-0166 (Amanda Ramos)
curtadozemeia@gmail.com
http://curtadozemeia.blogspot.com/

sábado, 2 de outubro de 2010

Programação do mês de Outubro: Marginal – Experimentando a Memória

Proporcionar lazer com conteúdo e qualidade aos trabalhadores que estão em horário de descanso e realizar uma maior interação Centro Cultural / Comunidade são alguns dos objetivos do Cineclube Curta Doze e Meia, que iniciou suas atividades no mês de julho e dá continuidade às sessões neste mês de outubro.

As exibições gratuitas que acontecem todas as quintas-feiras, às 12h30, no Auditório do Centro Cultural Correios, são programadas a partir de temáticas mensais. Neste mês de outubro o tema é “Marginal – Experimentando a memória”, e nas sessões o público terá acesso às principais obras do período da nossa cinematografia que ficou conhecido como Cinema Marginal.

O Cineclube Curta Doze e Meia é uma realização do Centro Cultural Correios – CCC Recife através da iniciativa de cineclubistas de Pernambuco - que já desenvolvem atividades com exibição de filmes em diferentes regiões do Estado – e com o apoio do Coletivo NegoBom e do Ministério da Cultural / Regional Nordeste.


PROGRAMAÇÃO


Dia 07


Candeias: da Boca pra fora, de Celso Gonçalves – 2002 – 17 minutos - Um retrato original de um dos mestres do Cinema Marginal, Ozualdo Candeias, realizador dos clássicos “A Margem” e “Zezero”; genuinamente um cineasta do povo. Divertidos e controversos depoimentos de personalidades do cinema como Zé do Caixão, Carlos Reichenbach, Inácio Araújo e Jairo Ferreira.

Blá Blá Blá, de Andrea Tonacci – 1968 – 26 minutos - O sentido do poder e da palavra em crise situam o homem que os manipula numa idêntica crise pessoal, humana. A farsa do discurso de intenção humanista é total e absoluta. Um ditador num momento de uma grave crise nacional, institucional, confrontado na cidade e no campo por revoltas e guerrilha, na busca de uma paz ilusória, faz um longo pronunciamento pela televisão. Mas a realidade impõese à sua ficção e o controle da situação escapa-lhe das mãos. Sobra-lhe uma patética confissão antes de ser tirado do ar.


Dia 14

Esta noite encarnarei no teu cadáver, de José Mojica Marins – 1967 – 107 minutos - O funerário Jozefel Zanatas (Zé do Caixão) continua sua procura pela “Mulher Superior”, com a qual espera gerar o “Filho Perfeito”, ser que esteja acima dos seres humanos normais e que perpetue seu sangue. Em sua procura, tortura e mata as mulheres que julga inferiores, bem como qualquer um que se interponha em seu caminho.



Dia 21

Meteorango Kid – O herói intergalático, de André Luiz Oliveira – 1969 - 80 minutos - O filme narra, de maneira anárquica e irreverente, as aventuras de Lula, um estudante universitário, no dia do seu aniversário. De forma absolutamente despojada, mostra, sem rodeios, o perfil de um jovem desesperado, representante de uma geração oprimida pela ditadura militar e pela moral retrógrada de uma sociedade passiva e hipócrita. O anti-herói intergaláctico atravessa este labirinto cotidiano através das suas fantasias e delírios libertários, deixando atrás de si um rastro de inconformismo e um convite à rebelião em todos os níveis.



Dia 28

O Bandido da Luz Vermelha, de Rogério Sganzerla – 1968 – 90 minutos - Um assaltante misterioso usa técnicas extravagantes para roubar casas luxuosas de São Paulo. Apelidado pela imprensa de "O Bandido da Luz Vermelha", traz sempre uma lanterna vermelha e conversa longamente com suas vítimas.



Serviço:

Cineclube Curta Doze e Meia

Dias 07, 14, 21 e 28 de outubro de 2010
Todas as quintas-feiras do mês, às 12h30
ENTRADA GRATUITA

Auditório do Centro Cultural Correios Recife
Av. Marquês de Olinda, 262 – Bairro do Recife

Informações: (81) 9223-2182 (Ruth Pinho) /  (81) 9950-0166 (Amanda Ramos)
curtadozemeia@gmail.com
http://curtadozemeia.blogspot.com

domingo, 26 de setembro de 2010

Curta Doze e Meia se despede da “Retrospectiva Fernando Spencer”

Encerrando a programação deste mês de setembro com o tema “Retrospectiva Fernando Spencer”, o Cineclube Curta Doze e Meia exibe nesta quinta-feira (30) os curtas “Valente é o galo”, “Capibaribe”, “Recife: Cidade do Zepelim”, “Labirinto” e “O bandido da sétima luz”. Após a sessão haverá um bate papo descontraído com o público presente. As exibições do Curta Doze e Meia ocorrem todas as quintas-feiras no auditório do Centro Cultural Correios – CCC Recife, sempre às 12h30 e entrada gratuita.

O Cineclube Curta Doze e Meia é uma realização do Centro Cultural Correios – CCC Recife através da iniciativa de cineclubistas de Pernambuco - que já desenvolvem atividades com exibição de filmes em diferentes regiões do Estado – com o apoio do Coletivo NegoBom e do Ministério da Cultura Representação Regional Nordeste.


Fernando Spencer: Conhecido como "cineasta das três bitolas" (super 8, 16 e 35 mm), Spencer começou sua carreira de cineasta em 1969. Esmiuçar facetas da tradição e do cotidiano de Pernambuco foi a principal meta perseguida pelo jornalista que foi um dos pioneiros do estilo Super Oito de fazer cinema, maioria no formato documentário. Atualmente, o cineasta é um dos Patrimônios Vivos de Pernambuco.


Sobre os vídeos:

Valente é o galo
– 1974 - 14 minutos – Descreve minuciosamente os procedimentos necessários para a realização das “brigas de galo”, até chegar ao acontecimento em si.

Capibaribe – 1981 - 06 minutos - Documentário poético sobre o Rio Capibaribe e sua importância para os moradores do Recife.

Recife: Cidade do Zepelim – 1997 – 9 minutos

Labirinto – 1973 - 13 minutos

O bandido da sétima luz, de Paulo Caldas – 1987 – Mistura de documentário e experimentalismo, o curta é uma homenagem ao cineasta Fernando Spencer. Marca a estreia do ator Aramis Trindade e mostra Spencer representando ele mesmo.



Nossa vinheta: http://www.youtube.com/watch?v=6sWIQ_B8FN0&


Programação completa: http://curtadozemeia.blogspot.com



Serviço:

Cineclube Curta Doze e Meia

Dias 02, 09, 16, 23 e 30 de setembro de 2010
todas as quintas-feiras do mês, às 12h30
ENTRADA GRATUITA

Auditório do Centro Cultural Correios Recife
Av. Marquês de Olinda, 262 – Bairro do Recife

Informações: (81) 9223-2182 / (81) 9950-0166
curtadozemeia@gmail.com
http://curtadozemeia.blogspot.com

domingo, 19 de setembro de 2010

Cultura popular em destaque no Curta Doze e Meia



Na próxima quinta-feira (23) o Cineclube Curta Doze e Meia exibirá os vídeos “Santa do maracatu”, “A arte de ser profano”, “Adão foi feito de barro”, “O Menino de Massangana” e “As corocas se divertem”. Os curtas-metragens fazem parte da programação do mês de setembro com o tema “Retrospectiva Fernando Spencer”. Após a sessão haverá um bate papo descontraído com o público presente. As exibições do Curta Doze e Meia ocorrem todas as quintas-feiras no auditório do Centro Cultural Correios – CCC Recife, sempre às 12h30 e entrada gratuita.

O Cineclube Curta Doze e Meia é uma realização do Centro Cultural Correios – CCC Recife através da iniciativa de cineclubistas de Pernambuco - que já desenvolvem atividades com exibição de filmes em diferentes regiões do Estado – com o apoio do Coletivo NegoBom e do Ministério da Cultura Representação Regional Nordeste.


Fernando Spencer: Conhecido como "cineasta das três bitolas" (super 8, 16 e 35 mm), Spencer começou sua carreira de cineasta em 1969. Esmiuçar facetas da tradição e do cotidiano de Pernambuco foi a principal meta perseguida pelo jornalista que foi um dos pioneiros do estilo Super Oito de fazer cinema, maioria no formato documentário. Atualmente, o cineasta é um dos Patrimônios Vivos de Pernambuco.


Sobre os vídeos:

Santa do maracatu
– 1980 - 12 minutos – O documentário mostra as origens negras do maracatu e, como ilustração, utiliza o museu de Dona Santa.

A arte de ser profano – 1999 - 13 minutos - Feito em cima do Velho Xaveco, é um documentário sobre os pastoris não-religiosos de Pernambuco.

Adão foi feito de barro – 1978 - 15 minutos – Documentário sobre a atividade dos ceramistas do Alto do Moura, em Caruaru.

O Menino de Massangana – 1990 – 14 minutos – Documentário sobre Joaquim Nabuco.

As corocas se divertem – Animação, 1977 - 05 minutos


Nossa vinheta: http://www.youtube.com/watch?v=6sWIQ_B8FN0&


Serviço:

Cineclube Curta Doze e Meia

Dias 02, 09, 16, 23 e 30 de setembro de 2010
todas as quintas-feiras do mês, às 12h30
ENTRADA GRATUITA

Auditório do Centro Cultural Correios Recife
Av. Marquês de Olinda, 262 – Bairro do Recife

Informações: (81) 9223-2182 / (81) 9950-0166
curtadozemeia@gmail.com
http://curtadozemeia.blogspot.com

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Cineclube Curta Doze e Meia em ritmo de carnaval

Dando continuidade a programação de setembro que tem como tema “Retrospectiva Fernando Spencer”, na próxima quinta-feira (16) o Cineclube Curta Doze e Meia exibirá os vídeos “Trajetória do frevo”, “Capiba, ontem, hoje e sempre”, “O Teu Cabelo Não Nega”, “Nossos Ursos Camaradas” e “Evocações Nelson Ferreira”, todos dirigidos por Spencer sendo este último juntamente com Flávio Rodrigues. Após a sessão haverá um bate papo descontraído com o público presente. As exibições do Curta Doze e Meia ocorrem todas as quintas-feiras no auditório do Centro Cultural Correios – CCC Recife, sempre às 12h30 e entrada gratuita.

O Cineclube Curta Doze e Meia é uma realização do Centro Cultural Correios – CCC Recife através da iniciativa de cineclubistas de Pernambuco - que já desenvolvem atividades com exibição de filmes em diferentes regiões do Estado – com o apoio do Coletivo NegoBom e do Ministério da Cultura Representação Regional Nordeste.


Fernando Spencer: Conhecido como "cineasta das três bitolas" (super 8, 16 e 35 mm), Spencer começou sua carreira de cineasta em 1969. Esmiuçar facetas da tradição e do cotidiano de Pernambuco foi a principal meta perseguida pelo jornalista que foi um dos pioneiros do estilo Super Oito de fazer cinema, maioria no formato documentário. Atualmente, o cineasta é um dos Patrimônios Vivos de Pernambuco.


Sobre os vídeos:

Evocações Nelson Ferreira
, co-dirigido com Flávio Rodrigues – 1987 - 16 minutos - A vida e a obra do maestro e compositor pernambucano Nelson Ferreira, um dos maiores nomes da Música Popular Brasileira.

Trajetória do frevo – 1988 - 08 minutos - Documentário sobre as origens políticas e sociais do frevo a partir do século 19. Com ilustrações do desenhista Antônio Clériston e narração do poeta paraibano Jomard Muniz de Brito.

Capiba, ontem, hoje e sempre – 1984 - 13 minutos – Documentário que aborda a vida do músico, considerado o maior compositor de frevo de Pernambuco.

O Teu Cabelo Não Nega – 2002 – 10 minutos – Vídeo sobre o carnaval e a polêmica envolvendo os Irmãos Valença e a marcha “O teu cabelo não nega”.

Nossos Ursos Camaradas – 2008 - 12 minutos - O curta-metragem mistura documentário e comédia para explicar como o urso polar foi introduzido no carnaval pernambucano, virando sinônimo de um folguedo bastante popular. Numa crítica bem-humorada, o filme trata da simbologia relacionada ao animal, as origens da brincadeira, os desfiles das agremiações e o imaginário popular em torno do tema.


Nossa vinheta: http://www.youtube.com/watch?v=6sWIQ_B8FN0&

Programação completa: http://curtadozemeia.blogspot.com


Serviço:

Cineclube Curta Doze e Meia

Dias 02, 09, 16, 23 e 30 de setembro de 2010
todas as quintas-feiras do mês, às 12h30
ENTRADA GRATUITA

Auditório do Centro Cultural Correios Recife
Av. Marquês de Olinda, 262 – Bairro do Recife

Informações: (81) 9223-2182 / (81) 9950-0166
curtadozemeia@gmail.com
http://curtadozemeia.blogspot.com

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Homenagem ao Ciclo de Recife e cinemas de bairro no Curta Doze e Meia

Nesta quinta-feira (09) o Cineclube Curta Doze e Meia exibirá os vídeos “Estrelas de celulóide”, “Almeri e Ari: Ciclo do Recife e da Vida”, “História de amor em 16 quadros por segundo” e “Sombras, Adeus”. Os curtas-metragens fazem parte da programação do mês de setembro - “Retrospectiva Fernando Spencer” - que exibirá durante todo o mês obras da carreira do cineasta pernambucano. Após a sessão haverá um bate papo com Spencer e outros convidados. As exibições do Curta Doze e Meia ocorrem todas as quintas-feiras no auditório do Centro Cultural Correios – CCC Recife, sempre às 12h30 e entrada gratuita.

Uma das preferidas do cineasta, a ficção “Estrelas de Celulóide” é uma visão poética de um chá reunindo cinco estrelas do Ciclo de Recife. Já o casal Ari Severo e Almeri Esteves, principais atores do Ciclo, são o foco do documentário “Almeri e Ari: Ciclo do Recife e da Vida”. A paixão e a aventura do fazer cinema em Recife nas primeiras décadas são contadas por Ary Severo e Jota Soares no filme “História de amor em 16 quadros por segundo”, co-dirigido com Amin Stepple. Encerrando a exibição, o curta “Sombras, Adeus” é uma homenagem aos cinemas de bairro no Recife que viraram lojas comerciais.

O Cineclube Curta Doze e Meia é uma realização do Centro Cultural Correios – CCC Recife através da iniciativa de cineclubistas de Pernambuco - que já desenvolvem atividades com exibição de filmes em diferentes regiões do Estado – com o apoio do Coletivo NegoBom e do Ministério da Cultura Representação Regional Nordeste.


Fernando Spencer: Conhecido como "cineasta das três bitolas" (super 8, 16 e 35 mm), Spencer começou sua carreira de cineasta em 1969. Esmiuçar facetas da tradição e do cotidiano de Pernambuco foi a principal meta perseguida pelo jornalista que foi um dos pioneiros do estilo Super Oito de fazer cinema, maioria no formato documentário. Atualmente, o cineasta é um dos Patrimônios Vivos de Pernambuco.

Nossa vinheta: http://www.youtube.com/watch?v=6sWIQ_B8FN0&

Programação completa: http://curtadozemeia.blogspot.com


Serviço:

Cineclube Curta Doze e Meia

Dias 02, 09, 16, 23 e 30 de setembro de 2010
todas as quintas-feiras do mês, às 12h30
ENTRADA GRATUITA

Auditório do Centro Cultural Correios Recife
Av. Marquês de Olinda, 262 – Bairro do Recife

Informações: (81) 9223-2182 / (81) 9950-0166
curtadozemeia@gmail.com
http://curtadozemeia.blogspot.com

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Obras de Fernando Spencer no Curta Doze e Meia de setembro


Iniciando sua programação do mês de setembro, o Cineclube Curta Doze e Meia exibe nesta quinta-feira (02) o média-metragem “Paixão de Cinema”. O vídeo inaugura a “Retrospectiva Fernando Spencer” que exibirá durante todo o mês obras da carreira do cineasta pernambucano. Também serão exibidos vídeos que prestam homenagem a esse que é um dos mais produtivos realizadores do Estado. Após a sessão haverá um bate papo com Spencer e outros convidados. As exibições do Curta Doze e Meia ocorrem todas as quintas-feiras no auditório do Centro Cultural Correios – CCC Recife, sempre às 12h30 e entrada gratuita.

Com direção de Marcílio Brandão, o documentário “Paixão de Cinema” é um vasto painel sobre a carreira e a obra de Fernando Spencer. Trechos de filmes do cineasta ilustram e reforçam depoimentos de pesquisadores, jornalistas, produtores, cineastas, atores e amigos que acompanharam ou participaram dos seus projetos. Entre os depoimentos estão os de Geneton Moraes Neto, Mônica Silveira, Paulo Caldas, Lula Cardoso Ayres Filho, Paulo Cunha, Celso Marconi, Severino Dadá, Alexandre Figueroa, entre outros. A obra ainda é uma homenagem ao produtor Genivaldo di Pace, que viabilizou a maioria dos filmes de Spencer.

O Cineclube Curta Doze e Meia é uma realização do Centro Cultural Correios – CCC Recife através da iniciativa de cineclubistas de Pernambuco - que já desenvolvem atividades com exibição de filmes em diferentes regiões do Estado – com o apoio do Coletivo NegoBom e do Ministério da Cultura Representação Regional Nordeste.


Fernando Spencer: Conhecido como "cineasta das três bitolas" (super 8, 16 e 35 mm), Spencer começou sua carreira de cineasta em 1969. Esmiuçar facetas da tradição e do cotidiano de Pernambuco foi a principal meta perseguida pelo jornalista que foi um dos pioneiros do estilo Super Oito de fazer cinema, maioria no formato documentário. Atualmente, o cineasta é um dos Patrimônios Vivos de Pernambuco.


Programação completa: http://curtadozemeia.blogspot.com


Serviço:

Cineclube Curta Doze e Meia

Dias 02, 09, 16, 23 e 30 de setembro de 2010
todas as quintas-feiras do mês, às 12h30
ENTRADA GRATUITA

Auditório do Centro Cultural Correios Recife
Av. Marquês de Olinda, 262 – Bairro do Recife

Informações: (81) 9223-2182 / (81) 9950-0166
curtadozemeia@gmail.com
http://curtadozemeia.blogspot.com

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Programação do mês de setembro - Retrospectiva Fernando Spencer

As programações do Cineclube Curta Doze e Meia são realizadas a partir de temáticas mensais. Neste mês de setembro realizaremos a “Retrospectiva Fernando Spencer”, exibindo obras da carreira do cineasta pernambucano. Também serão exibidos vídeos que prestam homenagem a um dos mais produtivos realizadores do Estado. As sessões são gratuitas e acontecerão todas as quintas-feiras, às 12h30, no Auditório do Centro Cultural Correios.


Programação: 

Dia 02

Paixão de Cinema, de Marcílio Brandão – 2005 - 56 minutos - Vasto painel sobre a carreira e a obra do mais produtivo cineasta pernambucano, conduzido pelo próprio Spencer. Trechos de seus filmes ilustram e reforçam depoimentos de pesquisadores, jornalistas, produtores, cineastas, atores e amigos que acompanharam ou participaram dos projetos do cineasta. Entre os depoimentos estão os de Geneton Moraes Neto, Mônica Silveira, Paulo Caldas, Lula Cardoso Ayres Filho, Paulo Cunha, Celso Marconi, Severino Dadá, Alexandre Figueroa, entre outros. A obra ainda é uma homenagem ao produtor Genivaldo di Pace, que viabilizou a maioria dos filmes de Fernando Spencer.


Dia 09

Estrelas de celulóide – Fic, 1986 - 17 minutos - Uma visão poética de um chá, reunindo cinco estrelas do Ciclo de Recife: Almery Esteves, Marinha Marrocos, Guiomar Teixeira, Rilda Fernandes e Mazil Jurema, nos anos 1923-1931.

Almeri e Ari: Ciclo do Recife e da Vida – 1981 - 10 min - Documentário sobre o casal Ari Severo e Almeri Esteves, que atuaram nos filmes do Ciclo do Recife, entre eles Aitaré da Praia.

História de amor em 16 quadros por segundo, co-dirigido com Amin Stepple – 1998 - 14 minutos - Os dois principais cineastas do que conhecemos hoje como "O Ciclo do Recife", Ary Severo e Jota Soares (já falecidos), falam sobre a paixão e a aventura do fazer cinema naquele tempo.

Sombras, Adeus – 1984 – 05 minutos - Documentário que sobre cinemas de bairro no Recife que viraram lojas comerciais.


Dia 16

Evocações Nelson Ferreira
, co-dirigido com Flávio Rodrigues – 1987 - 16 minutos - A vida e a obra do maestro e compositor pernambucano Nelson Ferreira, um dos maiores nomes da Música Popular Brasileira.

Trajetória do frevo – 1988 - 08 minutos - Documentário sobre as origens políticas e sociais do frevo a partir do século 19. Com ilustrações do desenhista Antônio Clériston e narração do poeta paraibano Jomard Muniz de Brito.

Capiba, ontem, hoje e sempre – 1984 - 13 minutos – Documentário que aborda a vida do músico, considerado o maior compositor de frevo de Pernambuco.

O Teu Cabelo Não Nega – 2002 – 10 minutos – Vídeo sobre o carnaval e a polêmica envolvendo os Irmãos Valença e a marcha “O teu cabelo não nega”.

Nossos Ursos Camaradas – 2008 - 12 minutos - O curta-metragem mistura documentário e comédia para explicar como o urso polar foi introduzido no carnaval pernambucano, virando sinônimo de um folguedo bastante popular. Numa crítica bem-humorada, o filme trata da simbologia relacionada ao animal, as origens da brincadeira, os desfiles das agremiações e o imaginário popular em torno do tema.


 
(Foto divulgação do filme Nossos Ursos Camaradas)

 
Dia 23

Santa do maracatu
– 1980 - 12 minutos – O documentário mostra as origens negras do maracatu e, como ilustração, utiliza o museu de Dona Santa.

A arte de ser profano – 1999 - 13 minutos - Feito em cima do Velho Xaveco, é um documentário sobre os pastoris não-religiosos de Pernambuco.

Adão foi feito de barro – 1978 - 15 minutos – Documentário sobre a atividade dos ceramistas do Alto do Moura, em Caruaru.

O Menino de Massangana – 1990 – 14 minutos – Documentário sobre Joaquim Nabuco.

As corocas se divertem – Ani, 1977 - 05 minutos


Dia 30

Valente é o galo
– 1974 - 14 minutos – Descreve minuciosamente os procedimentos necessários para a realização das “brigas de galo”, até chegar ao acontecimento em si.

Capibaribe – 1981 - 06 minutos - Documentário poético sobre o Rio Capibaribe e sua importância para os moradores do Recife.

As corocas se divertem – Ani, 1977 - 05 minutos

Recife: Cidade do Zepelim – 1997 – 9 minutos

Labirinto – 1973 - 13 minutos

O bandido da sétima luz, de Paulo Caldas – 1987 – Mistura de documentário e experimentalismo, o curta é uma homenagem ao cineasta Fernando Spencer. Marca a estreia do ator Aramis Trindade e mostra Spencer representando ele mesmo.



Serviço:

Cineclube Curta Doze e Meia

Dias 02, 09, 16, 23 e 30 de setembro de 2010
todas as quintas-feiras do mês, às 12h30
ENTRADA GRATUITA

Auditório do Centro Cultural Correios Recife
Av. Marquês de Olinda, 262 – Bairro do Recife

Informações: (81) 9223-2182 / (81) 9950-0166
curtadozemeia@gmail.com
http://curtadozemeia.blogspot.com

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Curta Doze e Meia em conversa afiada com o futebol

Encerrando a programação deste mês de agosto com o tema “O Futebol é Paixão Nacional!”, o Cineclube Curta Doze e Meia exibe nesta quinta-feira (26) o longa-metragem nacional “Boleiros, Era uma vez um Futebol”. Após a sessão haverá um bate papo descontraído com o público presente. As exibições do Curta Doze e Meia ocorrem todas as quintas-feiras no auditório do Centro Cultural Correios – CCC Recife, sempre às 12h30 e entrada gratuita.

Com direção de Ugo Giorgetti, o filme “Boleiros, Era uma vez um Futebol” tem como ponto de partida o encontro em um bar de pessoas que foram ligadas ao esporte. Elas costumam se reunir ali para falar sobre jogos, atletas, times e juízes. Dessas conversas surgem lembranças de fatos e personagens insólitos do futebol, num clima de nostalgia debochada. Um dos atores do longa, César Negro, é pernambucano e participou do teste de elenco realizado em Recife. 

O Cineclube Curta Doze e Meia é uma realização do Centro Cultural Correios – CCC Recife através da iniciativa de cineclubistas de Pernambuco - que já desenvolvem atividades com exibição de filmes em diferentes regiões do Estado – com o apoio do Coletivo NegoBom e do Ministério da Cultura Representação Regional Nordeste.


Nossa vinheta: http://www.youtube.com/watch?v=q-d02zUyF_c



Serviço:

Cineclube Curta Doze e Meia

Dias 05, 12, 19 e 26 de agosto de 2010
todas as quintas-feiras do mês, às 12h30
ENTRADA GRATUITA

Auditório do Centro Cultural Correios Recife
Av. Marquês de Olinda, 262 – Bairro do Recife

Informações: (81) 9223-2182 / (81) 9950-0166
curtadozemeia@gmail.com
http://curtadozemeia.blogspot.com

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Fanatismo mazzaropiano no Curta Doze e Meia

Na próxima quinta-feira (19) o Cineclube Curta Doze e Meia exibirá o longa-metragem nacional “O Corintiano”, com direção de Milton Amaral. Após a sessão haverá um bate papo descontraído com o público presente. As exibições do Curta Doze e Meia ocorrem todas as quintas-feiras no auditório do Centro Cultural Correios – CCC Recife, sempre às 12h30 e entrada gratuita.

Comédia protagonizada pelo grande ator brasileiro Mazzaropi, o filme narra a paixão do brasileiro pelo futebol e a rivalidade histórica entre Corinthians e Palmeiras. Aqui Mazzaropi é ‘Seu’ Manuel, barbeiro fanático pelo Corinthians, capaz de loucuras: andar com um burro preto-e-branco, bater boca com torcedores de times rivais, fazer promessas malucas, orações, sofrer e xingar na arquibancada.

O Cineclube Curta Doze e Meia é uma realização do Centro Cultural Correios – CCC Recife através da iniciativa de cineclubistas de Pernambuco - que já desenvolvem atividades com exibição de filmes em diferentes regiões do Estado – com o apoio do Coletivo NegoBom e do Ministério da Cultura Representação Regional Nordeste.



Nossa vinheta: 
video

Serviço:

Cineclube Curta Doze e Meia

Dias 05, 12, 19 e 26 de agosto de 2010
todas as quintas-feiras do mês, às 12h30
ENTRADA GRATUITA

Auditório do Centro Cultural Correios Recife
Av. Marquês de Olinda, 262 – Bairro do Recife

Informações: (81) 9223-2182 / (81) 9950-0166
curtadozemeia@gmail.com
http://curtadozemeia.blogspot.com

domingo, 8 de agosto de 2010

Clássico entre Pernambuco e Rio de Janeiro no Curta Doze e Meia


Dando continuidade a programação de agosto que tem como tema “O Futebol é Paixão Nacional!”, na próxima quinta-feira (12) o Cineclube Curta Doze e Meia exibirá os vídeos Dia de Clássico (PE) e Perigo Negro (RJ). Após a sessão haverá um bate papo com Paulo Sano, co-diretor do curta pernambucano. As exibições do Curta Doze e Meia ocorrem todas as quintas-feiras no auditório do Centro Cultural Correios – CCC Recife, sempre às 12h30 e entrada gratuita.

Projeto de conclusão do curso de graduação em Comunicação Social, o documentário Dia de Clássico retrata a cidade de Recife no dia de um dos mais importantes clássicos futebolísticos do Estado (Sport X Náutico). Já o vídeo Perigo Negro, do consagrado cineasta Rogério Sganzerla, é uma ficção que nos mostra a vida de um jogador de futebol a partir do ponto de vista de um cartola.

O Cineclube Curta Doze e Meia é uma realização do Centro Cultural Correios – CCC Recife através da iniciativa de cineclubistas de Pernambuco - que já desenvolvem atividades com exibição de filmes em diferentes regiões do Estado – com o apoio do Coletivo NegoBom e do Ministério da Cultura Representação Regional Nordeste.


Vídeos a serem exibidos:

Dia de Clássico
– PE – 2010 - 23 min - Direção: Paulo Sano e Rafael Travassos - Filme de imagens da cidade no dia de um dos mais importantes clássicos futebolísticos de Pernambuco (Sport X Náutico). Em uma proposta coletiva, os realizadores convidaram quatro fotógrafos para registrarem simultaneamente os acontecimentos do dia da partida, procurando evidenciar sua presença e interferência no ritmo da cidade, sem representações diretas do jogo.

Perigo Negro – RJ – 1992 - 28 min - Direção: Rogério Sganzerla - Ascensão e queda de um jogador de futebol vistas por um torcedor fanático e sua mulher volúvel, deslumbrada pelo cartola Moscosão, que liquida com a carreira do craque.


Nossa vinheta: 

video


Serviço:

Cineclube Curta Doze e Meia

Dias 05, 12, 19 e 26 de agosto de 2010
todas as quintas-feiras do mês, às 12h30
ENTRADA GRATUITA

Auditório do Centro Cultural Correios Recife
Av. Marquês de Olinda, 262 – Bairro do Recife

Informações: (81) 9223-2182 / (81) 9950-0166
curtadozemeia@gmail.com
http://curtadozemeia.blogspot.com

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Paixão nacional no Cineclube Curta Doze e Meia

Iniciando sua programação do mês de agosto, na próxima quinta-feira (05) o Cineclube Curta Doze e Meia exibirá quatro curtas-metragens da última década e de diferentes Estados. A sessão que tem como tema “O Futebol é Paixão Nacional!” será composta pelos vídeos “A Distração de Ivan”, “Comprometendo a Atuação”, “Izune” e “Os Fiéis”. Após a sessão haverá um bate-papo descontraído com o público presente. As exibições do Curta Doze e Meia ocorrem todas as quintas-feiras no auditório do Centro Cultural Correios – CCC Recife, sempre às 12h30 e entrada gratuita.

O Cineclube Curta Doze e Meia é uma realização do Centro Cultural Correios – CCC Recife através da iniciativa de cineclubistas de Pernambuco - que já desenvolvem atividades com exibição de filmes em diferentes regiões do Estado – com o apoio do Coletivo NegoBom e do Ministério da Cultura Representação Regional Nordeste.


Vídeos a serem exibidos:

A Distração de Ivan – RJ – 2009 - 15 min - Direção: Cavi Borges e Gustavo Melo - Ivan é um menino de 11 anos. Ele vive com a avó no subúrbio do Rio de Janeiro. Em meio ao seu cotidiano de brincadeiras e brigas com os amigos, ele irá amadurecer.
Comprometendo a Atuação – MT – 2006 - 17 min - Direção: Bruno Bini - Wallace é um jogador de futebol com um dilema. Aos dezoito anos, tem a chance de ser convocado para um time de primeira divisão. Mas isso vai depender de muito preparo, muita concentração e nada de sexo antes do jogo.

Izune – RJ – 2004 - 10 min - Direção: Frederico Cardoso - Garoto pensa ter feito contato interplanetário através de sua bola de futebol.

Os Fiéis – SP – 2003 - 16 min - Direção: Danilo Solferini - Três amigos contam as aventuras vividas durante uma famosa partida de futebol. Falam de lembranças, a euforia e a sensação de viverem um momento histórico.


Serviço:

Cineclube Curta Doze e MeiaDias 05, 12, 19 e 26 de agosto de 2010
todas as quintas-feiras do mês, às 12h30
ENTRADA GRATUITA

Auditório do Centro Cultural Correios Recife
Av. Marquês de Olinda, 262 – Bairro do Recife

Informações: (81) 9223-2182 / (81) 9950-0166
curtadozemeia@gmail.com

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Programação do mês de Agosto - O Futebol é Paixão Nacional!

As programações do Cineclube Curta Doze e Meia são realizadas a partir de temáticas mensais. Neste mês de agosto o tema escolhido foi "O Futebol é Paixão Nacional!". Serão exibidos vídeos de diferentes épocas e abordagens estéticas, que mostram a paixão futebolística em destaque ou como pano de fundo. As sessões são gratuitas e acontecerão todas as quintas-feiras, às 12h30, no Auditório do Centro Cultural Correios.



Programação:

05/08

A Distração de Ivan
– RJ – 2009 - 15 min - Direção: Cavi Borges e Gustavo Melo - Ivan é um menino de 11 anos. Ele vive com a avó no subúrbio do Rio de Janeiro. Em meio ao seu cotidiano de brincadeiras e brigas com os amigos, ele irá amadurecer.

Comprometendo a Atuação – MT – 2006 - 17 min - Direção: Bruno Bini - Wallace é um jogador de futebol com um dilema. Aos dezoito anos, tem a chance de ser convocado para um time de primeira divisão. Mas isso vai depender de muito preparo, muita concentração e nada de sexo antes do jogo.

Izune – RJ – 2004 - 10 min - Direção: Frederico Cardoso - Garoto pensa ter feito contato interplanetário através de sua bola de futebol.

Os Fiéis – SP – 2003 - 16 min - Direção: Danilo Solferini - Três amigos contam as aventuras vividas durante uma famosa partida de futebol. Falam de lembranças, a euforia e a sensação de viverem um momento histórico.


12/08

Dia de Clássico
– PE – 2010 - 23 min - Direção: Paulo Sano e Rafael Travassos - Filme de imagens da cidade no dia de um dos mais importantes clássicos futebolísticos de Pernambuco (Sport X Náutico). Em uma proposta coletiva, os realizadores convidaram quatro fotógrafos para registrarem simultaneamente os acontecimentos do dia da partida, procurando evidenciar sua presença e interferência no ritmo da cidade, sem representações diretas do jogo.

Perigo Negro – RJ – 1992 - 28 min - Direção: Rogério Sganzerla - Ascensão e queda de um jogador de futebol vistas por um torcedor fanático e sua mulher volúvel, deslumbrada pelo cartola Moscosão, que liquida com a carreira do craque.


19/08

O Corintiano
– SP – 1966 - 100 minutos – Direção: Milton Amaral - Comédia protagonizada pelo grande ator brasileiro Mazzaropi, o filme narra a paixão do brasileiro pelo futebol e a rivalidade histórica entre Corinthians e Palmeiras. Aqui Mazzaropi é ‘Seu’ Manuel, barbeiro fanático pelo Corinthians, capaz de loucuras: andar com um burro preto-e-branco, bater boca com torcedores de times rivais, fazer promessas malucas, orações, sofrer e xingar na arquibancada.


26/08

Boleiros, Era uma vez um Futebol
– SP - 1998 - 93 minutos – Direção: Ugo Giorgetti - Em um típico bar paulistano com fotos de jogadores de futebol espalhadas pelas paredes, um grupo de homens ali sentados tem algo muito forte em comum. São todos boleiros: profissionais (aposentados ou ainda na ativa) do futebol. Eles costumam reunir-se regularmente para relembrar fatos vividos e fazer comentários sobre jogos, atletas, times e juízes. Entre uma cerveja e outra eles vão alinhavando observações que os remetem a algum caso curioso e inesquecível do passado.


Serviço:

Cineclube Curta Doze e Meia

Dias 05, 12, 19 e 26 de agosto de 2010
todas as quintas-feiras do mês, às 12h30
ENTRADA GRATUITA

Auditório do Centro Cultural Correios Recife
Av. Marquês de Olinda, 262 – Bairro do Recife

Informações: (81) 9223-2182 / (81) 9950-0166
curtadozemeia@gmail.com
http://curtadozemeia.blogspot.com

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Cineclube Curta Doze e Meia entre praias, jangadas e coqueiros

Na próxima quinta-feira (29) o Cineclube Curta Doze e Meia exibirá os vídeos “Odoiá” e “A Última Terra”. O curta e o média-metragem, respectivamente, encerram a programação do mês de julho, em homenagem ao inquieto e provocador Marco Hanois. Após a sessão haverá um bate-papo descontraído com os artistas que participaram das produções. As exibições do Curta Doze e Meia ocorrem todas as quintas-feiras no auditório do Centro Cultural Correios – CCC Recife, sempre às 12h30 e entrada gratuita.

Livre adaptação do conto “O Pescador e sua Alma”, de Oscar Wilde, o curta-metragem Odoiá foi todo filmado no município do Cabo de Santo Agostinho (PE), em 1995, e nos conduz a um mergulho antropológico na simplicidade do homem do mar. Já em “A Última Terra” a vídeoarte torna a aparecer nos trabalhos do Hanois, desta vez também como um vídeopoema que narra o processo de ocupação urbana das praias do nordeste do Brasil. Os dois vídeos tiveram a direção de Marco Hanois.

O Cineclube Curta Doze e Meia é uma realização do Centro Cultural Correios – CCC Recife através da iniciativa de cineclubistas de Pernambuco - que já desenvolvem atividades com exibição de filmes em diferentes regiões do Estado – com o apoio do Coletivo NegoBom e do Ministério da Cultura Representação Regional Nordeste.


Marco Hanois - Diretor, roteirista e artista plástico, faleceu em novembro de 2007, aos 42 anos. Artista que tem no seu currículo mais de 10 curtas-metragens, além de trabalhos para televisão, vídeo e cinema. Entre os destaques estão: “Cassino Americano”, premiado no Festival de Vídeo de Tokyo; “Chega de Cangaço”, exibido pela TV Globo; “Objeto Abjeto”, prêmio de roteiro do 45º Salão de Artes de Pernambuco e melhor documentário do VI Festival de Vídeo do Recife; “Incenso” – ainda inédito - prêmio de roteiro no Concurso Firmo Neto – Edição 2005 e finalização contemplada com o 2º Edital do Programa de Fomento à Produção Audiovisual de Pernambuco / 2009.


Vídeos a serem exibidos:

Odoiá
– 1995 - 23' 30" - O tormento do pescador impossibilitado de sacramentar seu amor com uma criatura do mar está inserido no imaginário de quem vive entre jangadas e coqueiros.  O pescador, num dilema existencialista, tenta libertar-se da alma que o afasta da plenitude do amor. Vida e morte, fé e mistério. Mergulho antropológico na simplicidade do homem do mar, “Odoiá” é uma adaptação livre de “O Pescador e sua Alma”, da obra de Oscar Wilde.

A Última Terra – 1991 – 40' – Com Patrícia França, Robson Duarte e Cláudia Figueiredo. Música de Zé da Flauta. Uma aventura em vídeoarte, onde a natureza é o personagem principal. Imagens e poesias narram o processo de ocupação urbana das praias do nordeste do Brasil.


Nossa vinheta: 

video



Serviço:

Cineclube Curta Doze e Meia

Dias 01, 08, 15, 22 e 29 de julho de 2010
todas as quintas-feiras do mês, às 12h30
ENTRADA GRATUITA

Auditório do Centro Cultural Correios Recife
Av. Marquês de Olinda, 262 – Bairro do Recife

Informações: (81) 9223-2182 / (81) 9950-0166
curtadozemeia@gmail.com

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Batuque e comédia no Cineclube Curta Doze e Meia

Nesta quinta-feira (22) o Cineclube Curta Doze e Meia exibirá os vídeos “Brasilian Conection - Maracatu”, “Maracatu, Maracatus” e “Que M... é Essa?”. Os curtas-metragens fazem parte da programação do mês de julho, em homenagem ao inquieto e provocador Marco Hanois. Após a sessão haverá um bate-papo descontraído com os artistas que participaram das produções. As exibições do Curta Doze e Meia ocorrem todas as quintas-feiras no auditório do Centro Cultural Correios – CCC Recife, sempre às 12h30 e entrada gratuita.

Com participação de Pupilo (Nação Zumbi) e apresentado por Will Calhoun (Living Colour), “Brasilian Conection” é um programa que aborda como foco as raízes do batuque do maracatu. No clássico curta pernambucano “Maracatu, Maracatus”, de Marcelo Gomes, poderemos conhecer o trabalho de Marco Hanois como assistente de câmera. Encerrando a exibição, a comédia “Que M... é Essa?” é uma das mais esperadas da programação mensal. Este foi o primeiro vídeo dirigido pelo Hanois, juntamente com Bruno Garcia, e produzido pela Center.

O Cineclube Curta Doze e Meia é uma realização do Centro Cultural Correios – CCC Recife através da iniciativa de cineclubistas de Pernambuco - que já desenvolvem atividades com exibição de filmes em diferentes regiões do Estado – com o apoio do Coletivo NegoBom e do Ministério da Cultura Representação Regional Nordeste.


Marco Hanois - Diretor, roteirista e artista plástico, faleceu em novembro de 2007, aos 42 anos. Artista que tem no seu currículo mais de 10 curtas-metragens, além de trabalhos para televisão, vídeo e cinema. Entre os destaques estão: “Cassino Americano”, premiado no Festival de Vídeo de Tokyo; “Chega de Cangaço”, exibido pela TV Globo; “Objeto Abjeto”, prêmio de roteiro do 45º Salão de Artes de Pernambuco e melhor documentário do VI Festival de Vídeo do Recife; “Incenso” – ainda inédito - prêmio de roteiro no Concurso Firmo Neto – Edição 2005 e finalização contemplada com o 2º Edital do Programa de Fomento à Produção Audiovisual de Pernambuco / 2009.


Vídeos a serem exibidos:

Brasillian Connection – Maracatu – 1997 - 25' - Com Will Calhoun, baterista da Banda  Living Colour. Direção: Marco Hanois e Paulinho da Macedônia.

Maracatu, Maracatus de Marcelo Gomes – 1995 - 14' – ASSISTENTE DE CÂMERA - Misturando documentário e ficção, este filme fala sobre o choque entre as gerações que fazem parte de um grupo maracatu. A história dessa manifestação observada com um olhar agudo, colocando em confronto a tradição e a modernidade ao revelar de que maneira as manifestações se revitalizam. Participação importante de Mestre Salustiano, uma das principais referências de cultura popular para Chico Science.

Que M... É Essa? – 1989 – 19' - Uma arqueóloga chega a Recife em busca de relíquias da época de Maurício de Nassau. A descoberta que ela faz vira um caso internacional onde até a ONU é obrigada a se envolver. Era a época do besteirol (anos 80) e o filme traz a agitação da nova geração de diretores de cinema em Recife. A produção da Center valoriza interpretações como a de Virgínia Cavendish e Bruno Garcia. Também no elenco Paulo Falcão, João Maria e Moisés Neto, dentre muitos outros. A trama se passa em dois momentos: nos séculos XVII e XX. Direção: Marco Hanois e Bruno Garcia.


Nossa vinheta: 

video



Serviço:

Cineclube Curta Doze e Meia

Dias 01, 08, 15, 22 e 29 de julho de 2010
todas as quintas-feiras do mês, às 12h30
ENTRADA GRATUITA

Auditório do Centro Cultural Correios Recife
Av. Marquês de Olinda, 262 – Bairro do Recife

Informações: (81) 9223-2182 / (81) 9950-0166
curtadozemeia@gmail.com

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Curta Doze e Meia nesta quinta (15)


Dando continuidade a programação em homenagem ao inquieto e provocador Marco Hanois, na próxima quinta-feira (15) o Cineclube Curta Doze e Meia apresenta ao público recifense os clássicos Contos de Balneário, Cachaça e Cassino Americano. Após a sessão haverá um bate papo com Moisés Neto, Adelina Pontual e outros convidados. As exibições do Curta Doze e Meia ocorrem todas as quintas-feiras no auditório do Centro Cultural Correios – CCC Recife com entrada gratuita.

Este projeto é uma realização do Centro Cultural Correios – CCC Recife através da iniciativa de cineclubistas de Pernambuco - que já desenvolvem atividades com exibição de filmes em diferentes regiões do Estado – e com o apoio do Coletivo NegoBom.

Marco Hanois - Diretor, roteirista e artista plástico, faleceu em novembro de 2007, aos 42 anos. Artista que tem no seu currículo mais de 10 curtas-metragens, além de trabalhos para televisão, vídeo e cinema. Entre os destaques estão: “Cassino Americano”, premiado no Festival de Vídeo de Tokyo; “Chega de Cangaço”, exibido pela TV Globo; “Objeto Abjeto”, prêmio de roteiro do 45º Salão de Artes de Pernambuco e melhor documentário do VI Festival de Vídeo do Recife; “Incenso” – ainda inédito - prêmio de roteiro no Concurso Firmo Neto – Edição 2005 e finalização contemplada com o 2º Edital do Programa de Fomento à Produção Audiovisual de Pernambuco / 2009.


Vídeos a serem exibidos:

Contos de Balneário – 1992 - 17' – As relações entre as pessoas e o mar: o trabalho, a diversão, encontros, desencontros. A vida entre a terra e o mar. Com Patrícia França e Moisés Neto.

Cachaça, de Adelina Pontual – 1995 – 13' – ASSISTENTE DE CÂMERA E STORYBOARD - Num bar no centro da cidade, dois homens fazem uma aposta: ver quem aguenta tomar mais cachaça. A noite transcorre com suas revelações e seus personagens. Os primeiros raios de sol revelarão o vencedor.

Cassino Americano – 1994 - 35' - Nos anos 40, durante a Segunda Grande Guerra, o Recife tinha um cassino americano onde os habitantes locais misturavam-se com os gringos. Baseado num poema de Mauro Mota, este vídeo é um dos trabalhos de destaque da videografia pernambucana de ficção dos anos 90, especialmente pelo cuidado estético e reconstituição de época. Antecipa, em alguns anos, o filme For All – O Trampolim da Vitória, de Luiz Carlos Lacerda e Buza Ferraz, que enfocou temática semelhante. Premiado no JVC Tokyo Video Festival.


Nossa vinheta: 

video


Serviço:

Cineclube Curta Doze e Meia

Dias 01, 08, 15, 22 e 29 de julho de 2010
todas as quintas-feiras do mês, às 12h30
ENTRADA GRATUITA

Auditório do Centro Cultural Correios Recife
Av. Marquês de Olinda, 262 – Bairro do Recife

Informações: (81) 9223-2182 / (81) 9950-0166
curtadozemeia@gmail.com